quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Pantogar: um milagre contra a queda de cabelo

O medicamento, indicado para combater a queda de cabelo, conquistou o coração de muitas mulheres por estimular o crescimento dos fios

Por Carolina Werneck
pantogar Pantogar: um milagre contra a queda de cabelo
Foto: Reprodução
“O meu remédio do coração é o Pantogar. Experimentei há um tempo e não consigo mais viver sem. O cabelo cresce rápido e mais forte, a unha não quebra, até a pele parece que melhora” – é assim que muitas mulheres vêm descrevendo o aparentemente incrível poder do Pantogar. Tire suas dúvidas sobre o medicamento, seus usos e os riscos envolvidos no tratamento.

O que é e para que serve o Pantogar?

De acordo com a bula do medicamento, o Pantogar é uma combinação de queratina, cistina e outras associações de substâncias, indicado para “perda difusa de cabelos (perda de cabelo por razões desconhecidas). Alterações degenerativas na estrutura de cabelo (cabelo enfraquecido, fino, não-maleável, quebradiço, sem vida, opaco e sem cor); cabelos danificados pela luz do sol e radiação UV; prevenção do aparecimento de fios brancos. Desordens no crescimento das unhas (unhas quebradiças, rachadas e pouco maleáveis)”.
A dermatologista Helena Zantut afirma que “o Pantogar é um pool de vitaminas e aminoácidos que ajudam na formação do cabelo e dos pelos”. Em outras palavras, esse medicamento supre a carência de diversas vitaminas no organismo e, com isso, pode-se obter bons resultados no tratamento da queda e enfraquecimento dos fios.

O Pantogar realmente funciona?

Segundo dados fornecidos no site do medicamento, algumas pesquisas realizadas com usuárias do Pantogar demonstram que cerca de 70% dessas mulheres afirmam que os resultados do tratamento excederam suas expectativas.
Helena é mais ponderada ao dar sua opinião a respeito do produto: “[o Pantogar] é muito bom, mas a mulher tem que estar precisando dessas vitaminas e, antes de tudo, descobrir a causa da queda de cabelos”.
Para isso, a melhor dica é sempre procurar um dermatologista de sua confiança, de modo que ele possa avaliar especificamente seu quadro clínico e receitar o melhor tratamento. “Não é recomendado ir tomando vitaminas sem precisar, porque isso pode trazer problemas orgânicos”, explica a especialista.

Quais os cuidados necessários para garantir os melhores resultados?

Ao consultar um dermatologista, você deverá fornecer a ele todas as informações relevantes a respeito do seu problema. Se o que tira seu sono é a queda de cabelo, o enfraquecimento dos fios ou das unhas, é preciso investigar a fundo a causa dos sintomas e, só então, determinar o medicamento adequado.
Para Helena, os alimentos consumidos no dia a dia também possuem grande influência no desenvolvimento desse tipo de problema de saúde. Modificar a dieta pode, em alguns casos, garantir melhores resultados que o tratamento medicamentoso. “O melhor mesmo é a boa alimentação”, garante a dermatologista.
Também é preciso determinar se seus fios estão caindo ou apenas quebrando, de acordo com o site do produto. O Pantogar é capaz de interromper a queda, aumenta a atividade metabólica da raiz, ativa a divisão celular e, com isso, estimula o crescimento saudável dos fios. No entanto, se seu problema é a quebra, talvez ele não seja a melhor solução.

Quanto custa o tratamento?

O Pantogar não é um medicamento barato – e essa é uma das principais reclamações encontradas a respeito do produto. Em uma pesquisa feita em diversas farmácias, o preço da caixa com 90 comprimidos varia entre R$140,57 e R$153,68. A caixa com 30 comprimidos sai por quase um terço desse valor mas, como o tratamento recomendado normalmente é de duas a três cápsulas por dia, não vale a pena investir na caixa com menor quantidade.
Uma alternativa é mandar manipular o medicamento. Alguns relatos dão conta de que os efeitos são similares e, em determinados casos, até mais expressivos. Basta procurar uma farmácia de manipulação para encomendar o produto – o valor varia bastante de um estabelecimento para o outro.
Atenção: não tome medicamentos sem prescrição e orientação médica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário